Sapiens DECISION‎ > ‎

DECISION Manager (DM)

Use o Sapiens DECISION Manager para ter um novo olhar sobre a captura e o gerenciamento da lógica de negócios que orienta as decisões automatizadas da sua empresa, desde o momento que você inicia a descoberta, elicitação e formulação dos seus requisitos de negócio.

Com a nossa metodologia e software de modelagem interativa, os usuários e analistas de negócio:
  • definem a lógica de alto nível expressa como decisões, em termos compreensíveis para o negócio
  • decompõem a lógica de negócios na sua forma mais granular, para garantir que cada peça da lógica possa ser alterada sem afetar as demais partes da lógica
  • normalizam a lógica de negócios para garantir que cada peça da lógica é usada, armazenada e mantida em apenas um lugar
  • agrupam a lógica de negócios de uma forma que garante a reusabilidade através da empresa
  • conectam grupos de regras de negócio nos seus pontos de ancoragem naturais nos processos de negócio
  • simplificam os processos de negócio através da remoção da lógica de negócios declarativa dos processos sequenciais
  • verificam a integridade e completude dos modelos, e os testam contra dados para garantir que eles refletem integralmente os requisitos operacionais do negócio
  • mapeiam a terminologia do glossário de negócios, usada na lógica dos negócios, para representações específicas da TI

Funcionalidades

Visual Decision Model Workbench

O Visual Decision Model Workbench (VDMW) é o ambiente de modelagem usado para criar os modelos de decisão, famílias de regras, fluxos e tipos de dados. É também o ponto de lançamento para o teste dos modelos.

O VDMW fornece ao modelador todas as facilidades para navegar através do repositório, para encontrar qualquer ativo de interesse através de capacidades de ligação e pesquisa poderosas. Ele também tem acesso a ferramentas de terceiros integradas ao Sapiens DECISION (para abrir modelos de processos a partir dos quais a lógica de decisões pode ser executada).

O ambiente fornece validação e orientação extensiva para a modelagem da lógica, garantindo que nenhum ativo seja submetido pelo modelador para aprovação sem que tenha sido validado contra os princípios do Modelo de Decisão (TDM-The Decision Model). Como resultado, nenhum modelo entra no repositório contendo conflitos, lacunas ou inconsistências em sua lógica.

Comunidade

Cada comunidade tem seu próprio glossário de termos (chamados tipos de fato), e/ou podem herdar tipos de fato do glossário de outras comunidades na hierarquia acima. Os tipos de fato no glossário são usados para construir a lógica dos modelos de decisão e são suportados por extensivos metadados. Cada tipo de fato pode ser mapeado para modelos de dados subjacentes, permitindo:
  • a tradução dos modelos de decisão em código executável
  • que a mesma lógica de negócios seja executada consistentemente em diferentes aplicações, com esquemas de dados diferentes

Gerenciamento de Mudanças e Rastreabilidade

O Sapiens DECISION Manager fornece versionamento compreensivo para cada ativo sob gerenciamento - tipos de fato, famílias de regras, decisões e fluxos de decisão -  porque nenhum ativo pode ser colocado no repositório sem uma solicitação de mudança. Existem dois aspectos controlados para cada solicitação de mudança no sistema:
  • solicitações externas (mudança nas políticas ou regulatórias) ao sistema - chamadas Solicitações de Mudança de Negócio (BCR-Business Change Request) - seja para uma mudança menor para uma peça trivial de lógica, seja para englobar um programa inteiro de mudanças através da empresa
  • solicitações de mudanças internas relacionadas - chamadas Documentos de Mudança de Negócio (BCD-Business Change Document) - assinala o trabalho oriundo dos BCR a uma ou mais tarefas nos BCDs
Podem existir múltiplos BCDs por BCR, e diversas tarefas de BCD por BCD. Cada versão é diretamente rastreável para uma tarefa de BCD, enquanto cada tarefa de BCD é rastreável para um BCD. Por sua vez, cada BCD é rastreável para um BCR, o qual é rastreável para um documento de mudança externo. Cada ativo no repositório é rastreável para cada outro ativo relacionado com ele, inclusive no nível de versão. A navegação através do repositório para os ativos relacionados é facilitada pelas ligações embutidas em cada ativo através do ambiente de modelagem.

Validação Automática da Lógica

Cada peça de lógica entrada no ambiente de modelagem deve ser validade em dois níveis pelo sistema, antes que possa ser submetida do quadro branco (a área de trabalho) para aprovação (para ser, então, colocada no repositório e versionada). Os dois níveis: o nível de família de regras (linha, coluna e lógica da família) e o nível de decisão. A lógica é validada contra os 15 princípios do Modelo de Decisão (TDM-The Decision Model) e usada para ajudar o modelador a formar os padrões de lógica.

Teste

O Sapiens DECISION Manager permite a construção de grande número de casos de teste, que tanto podem ser gerados por demanda, ou automaticamente. Sua funcionalidade de comparação gráfica permite ao modelador compreender as variações nos resultados de múltiplos testes e conduzir análises "e se?" sobre a lógica.Teste compreensivos da lógica podem ser realizados antes que os ativos sejam aprovados e implementados. Casos de teste podem, também, ser exportados para o ambiente de implementação para testes de aceitação (UAT).

Governança e Controle

O Sapiens DECISION Manager possui um framework de governança compreensivo, implementado através de um motor de fluxo de trabalho (workflow) integrado com (e obrigando a) o processo de gerenciamento de mudanças. Este framework de governança permite que cada comunidade defina e gerencie seu próprio processo de governança e fornece controle e rastreabilidade compreensivo de todas as atividades: desde os BCRs até as tarefas dos BCDs,modelagem, revisão de pares, submissão, aprovações e, ao final, gerenciamento de implementação. Cada versão de ativo é rastreável para sua tarefa de BCD/BCR, ciclo de desenvolvimento, aprovações e implementação.